http://mantenimientopy.com/wp-content/uploads/2018/06/embarcada_1000x300.jpg

Eletrônica Embarcada Aplicada na Automação Predial e Industrial
40 Horas / aula


O curso sobre eletrônica embarcada tem como objetivo a formação de profissionais para o desenvolvimento de soluções de pequeno e médio portes, de baixo custo e que necessitam de detalhes específicos.
Um exemplo típico para este tipo de aplicação é o comando e monitoração das condições de funcionamento de motores em locais muito distantes. Valendo-se da internet, com um orçamento menor que R$ 500,00, podemos obter e alterar o estado de 54 entradas/saídas digitais (configuráveis) e 16 entradas analógicas em um celular ou tablet ! E com um pouco mais de investimento, pode-se ter esta mesma aplicação se comunicando com um sistema scada !
Para automação residencial ou predial, inúmeras são as aplicações e na automação industrial também são inúmeros os pequenos equipamentos ou máquinas que poderiam se integrar por um custo irrisório, se comparados a necessidade de um CLP.
O publico alvo são eletricistas, técnicos, engenheiros e arquitetos que pretendem desenvolver soluções de automação com baixo custo, alta eficiência e com uma forma de apresentação e operação bastante profissional para apresentação ao cliente final.

Em nosso curso, utilizamos o Arduino MEGA 2560 como “eletrônica embarcada”.

Arduino MEGA 2560

A placa Arduino Mega 2560 é mais uma placa da plataforma Arduino que possui recursos bem interessantes para desenvolvimento de projetos mais elaborados. Baseada no microcontrolador ATmega2560, possui 54 pinos de entradas e saídas (configuráveis) digitais onde 15 destes podem ser utilizados como saídas PWM. Possui 16 entradas analógicas, 4 portas de comunicação serial.
Além da enorme quantidade de pinos, ela conta com maior quantidade de memória, sendo uma ótima opção para projetos que necessitem de muitos pinos de entradas e saídas além de memória de programa com maior capacidade.
Se isso só já não bastasse, temos muitos periféricos que se adaptam à eletrônica embarcada utilizada em nosso curso, mas como tratamos de aplicações voltadas a área de automação, cremos que o fator mais importante é a capacidade de expansão das entradas/saídas e nada melhor do que tornar isso ilimitado. Para tanto, basta que façamos a comunicando entre as CPU’s ou entre as placas MEGA 2560 por um meio físico bastante difundido e aceito na automaçao, a ethernet cabeada ou wireless.

Ethernet cabeada e wifi

E como se comunicar com outras CPU’s, equipamentos ou mesmo com sistemas scada ? Para estes casos podemos utilizar os protocolos RS485 e modbus pelo canal serial ou Modbus e OPC pelo canal ethernet (utilizado em nosso curso) !
Também temos no mercado vários periféricos que se integram à eletrônica embarcada apresentada em nosso curso, tais como os apresentados abaixo (saídas a relê, GPRS e display 16×2) além de outros a saber…

Shields

A título de ilustração, demonstro a utilização da eletrônica embarcada, no desenvolvimento de um medidor eletrônico de consumo individual energia elétrica. Tal projeto é utilizado a 3 anos em uma indústria de brinquedos infantis e mede o consumo de cada máquina da produção para que se calcule exatamente, e não por estimativa, o custo de cada produto manufaturado.

Neste vídeo, você verá como se processa a comunicação da eletrônica embarcada com o OPC Server:

Neste outro vídeo, você verá o software Scada recebendo dados do OPC Server.
Detalhe: aqui, o sistema está adquirindo dados de duas placas diferentes simultâneamente. A primeira placa está conectada a um roteador via cabo e outra, a este mesmo roteador, via wireless.